Metodologia

Descubra o que é o Cradle to Cradle

El paradigma de diseño Cradle to Cradle (C2C) nos ha enseñado que la mejor forma de ser sostenibles es imitar a la naturaleza, donde el residuo de un sistema se convierte en nutriente para otro. Nada se desperdicia. Nada es un residuo.

O paradigma de design Cradle to Cradle (C2C) ensinou-nos que a melhor forma de sermos sustentáveis é imitar a natureza, onde o resíduo de um sistema é transformado em nutriente para outro. Nada é desperdiçado. Nada é um resíduo.

Segundo este modelo baseado na economia circular, tudo pode ser desenhado para ser depois desmontado e devolvido à terra (nutriente biológico) ou reutilizado como material de alta qualidade em novos produtos (nutriente técnico). Um processo de ciclabilidade contínuo.

O atual sistema linear da economia (extrair, fabricar, utilizar, eliminar) atingiu o seu limite devido ao esgotamento dos recursos e das matérias-primas. Ao passo que esse modelo cria resíduos em todas as etapas da produção, a economia circular defende um sistema industrial regenerador, inspirado na natureza, que aproveita toda a sua produção num ciclo circular indefinido.

Princípios Cradle to Cradle

 

Este conceito surge em 2002 como resposta à insustentabilidade do modelo tradicional de produção. No livro Cradle to Cradle: Remaking the Way We Make Things, Michael Braungart e William McDonough lançam uma proposta inovadora para a indústria, baseada em três princípios:

 

  • Entender os resíduos como se fossem nutrientes: reintroduzir os produtos que já não cumprem a sua funcionalidade inicial no circuito económico.
  • Usar energias limpas e renováveis.
  • Fomentar a diversidade:conceber os produtos tendo em conta as caraterísticas biológicas, sociais e culturais do local a que se destinam.
cradle to cradle

O modelo circular começa no design

Já não se trata de minimizar os danos no final do ciclo, reciclando os produtos sem uma estratégia prévia estabelecida. Não podemos continuar a fabricar produtos a pensar num único ciclo de utilização e depois descartá-los ou reciclá-los com uma perda substancial de qualidade ou com processos complicados (infraciclar).

 

Este novo paradigma propõe reformular o modelo e resolver os problemas desde o início, desde a sua conceção. Isto implica desenhar os produtos tendo em conta a melhor forma de os reutilizar para aproveitar ao máximo as suas caraterísticas (supraciclar).

 

A Cradle to Cradle Certified™ é uma norma de qualidade com reconhecimento global que gere o Cradle to Cradle Products Innovation Institute (C2CPII), uma entidade independente e sem fins lucrativos. A certificação avalia produtos de acordo com critérios da economia circular, como o perfil da salubridade, o potencial da ciclabilidade ou a utilização de energias renováveis.

 

Ajudar as outras pessoas na mudança para uma economia circular

No mundo foram certificados mais de 8 000 produtos. No Grupo Construcía, estamos a abrir caminho em Espanha com a nossa consultora EIG, a única acreditada para realizar esta avaliação no nosso país.

 

Os critérios para obter esta acreditação são rigorosos, mas estamos a reunir-nos com vários fornecedores dispostos a dar esse passo. Trabalhamos em estreita relação com eles para fabricar materiais recicláveis que tenham um impacto positivo na sociedade, no meio ambiente e na economia.

 

Cada vez mais promotores, arquitetos e empresas de construção de todo el mundo se unem a esta aposta do futuro e optam por materiais C2C Certified™, que, além disso, facilitam a obtenção de créditos para a maioria dos programas de certificação ecológica (LEED, BREEAM, DGNB, WELL).

Materiais Cradle to Cradle: saudáveis e recicláveis

A aplicação dos princípios Cradle to Cradle na construção implica uma mudança radical e, ao mesmo tempo, muito necessária nesta indústria, uma das que gera mais resíduos. Ao utilizarmos produtos certificados C2C estamos a otimizar a sua vida útil e a garantir que podem ser utilizados e reutilizados de forma segura, porque não contêm sustâncias nocivas para as pessoas ou para o meio ambiente.

 

Definitivamente, trata-se de um avanço para um novo modelo mais harmonioso que imite a natureza e trabalhe para conseguir um equilíbrio entre o que tiramos e o que devolvemos.

 

Além disso, o Cradle to Cradle contribui para integrar a responsabilidade social na estratégia da empresa, entendida como um processo de melhoria contínua, no qual sempre existirão aspetos a melhorar ou impactos negativos por eliminar ou mitigar. E confere um valioso roteiro para melhorar o impacto ambiental e social dos produtos e medir o seu progresso na concretização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

 

Deseja saber mais?

trama-decoration

Assine a nossa newsletter para saber mais sobre nós